Nos dois primeiros meses, do ano a Indústria Têxtil e Vestuário Portuguesa exportou 682 milhões € e importou 507 milhões €, tendo registado um saldo na sua Balança Comercial de 176 milhões €, ou seja, mais 27% do que o registado no período homólogo de 2011.

Em termos do comportamento das exportações e apesar de se ter verificado um crescimento de 1,1% face ao período homólogo de 2011, tem-se vindo a registar uma desaceleração neste indicador, em muito devido ao contexto de crise vivido nalguns dos mercados europeus, principais destinos das exportações deste sector, mas também em consequência do difícil acesso ao crédito bancário por parte das empresas, situação que tem condicionado a realização de muitos negócios.

Ainda assim, destaque positivo para o desempenho dos seguintes produtos em termos de crescimento do valor exportado, no período em análise:

Matérias-primas:
Tecidos impregnados, revestidos, recobertos ou estratificados; artigos para usos técnicos de matérias têxteis: +27%;
Filamentos sintéticos ou artificiais: +23%
Tecidos especiais e tufados: +11%

Produtos acabados:
Tapetes e outros revestimentos: +14%
Vestuário e acessórios em tecido: +13%.

Informações complementares na folha de Comércio Internacional.

Paulo Vaz
Diretor-Geral

Vila Nova de Famalicão, 11 de Abril 2012








Adicione aos favoritos  |  Política de privacidade  |  Sugira este Site
© Copyright 2006 - ATP